Sergio Rodrigues (1927)

Ver todas as obras de Sergio Rodrigues (1927)

Artista Sergio Rodrigues (1927)
Biografia Rodrigues, Sérgio 1927 - 2014



Biografia

Sérgio Rodrigues (Rio de Janeiro RJ 1927). Designer de móveis, arquiteto. Ingressa em 1947 na Faculdade Nacional de Arquitetura da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro. Em 1949, atua como professor assistente de David Xavier de Azambuja, que, em 1951, convida-o a participar da elaboração do projeto do Centro Cívico de Curitiba, junto com os arquitetos Olavo Redig de Campos e Flávio Regis do Nascimento, por intermédio de quem conhece Lúcio Costa (1902 - 1998). Forma-se arquiteto em 1951. Transfere-se para Curitiba, onde cria a Móveis Artesanal Paranaense, em sociedade com os irmãos Hauner, que em 1954 contratam-no para comandar o setor de criação de arquitetura de interiores de sua nova empresa, a Forma S.A., em São Paulo. Nesse período, entra em contato com a produção de diversos designers europeus, conhece Gregori Warchavchik (1896 - 1972) e Lina Bo Bardi (1914 - 1992).

Em 1955, tendo pedido demissão da Forma, volta ao Rio de Janeiro. Alimenta a idéia de criar um espaço de produção e comercialização do design brasileiro, que se concretiza com a abertura da Oca, em 1955. Cria na década de 1950 as poltronas Mole, Lúcio Costa e Oscar Niemeyer. Entre 1959 e 1960, faz os primeiros estudos do SR2 - Sistema de Industrialização de Elementos Modulados Pré-Fabricados para Construção de Arquitetura Habitacional em Madeira. Os protótipos das construções são expostos no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM/RJ. Em 1962, o sistema é utilizado na construção do Iate Clube de Brasília e de dois pavilhões de hospedagem e restaurante da Universidade de Brasília - Unb.

Em 1961, com uma variação da poltrona Mole, recebe o primeiro prêmio no Concorso Internazionale Del Mobile [Concurso Internacional do Móvel], em Cantù, na Itália, sendo escolhido entre mais de 400 convidados de 35 países. Tal premiação dá projeção internacional a sua carreira como designer de móveis. Produzida na Itália pela ISA, a poltrona foi exportada para vários países com o nome de Sheriff.

Com o objetivo de comercializar móveis produzidos em série a preços acessíveis, cria em 1963 a empresa Meia-Pataca, que se mantém no mercado até 1968. Em 1968, vende a Oca e monta ateliê no Rio de Janeiro, onde trabalha com arquitetura de interiores para residências, escritórios e hotéis, realizando projetos para o Banco Central em Brasília e para a sede da Editora Bloch no Rio de Janeiro, além de desenvolver linhas de móveis para produção industrial. Participa da exposição Mobiliário Brasileiro - Premissas e Realidade, no Museu de Arte de São Paulo/MASP em 1968.

Em 1987 recebe o Prêmio Lapiz de Plata [Lápis de Prata] na Bienal de Arquitetura de Buenos Aires pelo conjunto de sua obra. Participa, em conjunto com Lúcio Costa e Zanine Caldas (1918 - 2001), da Mostra Brasile 93 - La Costruzione de una Identità Culturale [Brasil 93 - A Construção de uma Identidade Cultural], realizada em Brescia, na Itália. Em 1991, realiza exposição Falando de Cadeira no MAM/RJ, onde são mostrados diversos trabalhos realizados desde os anos 1950. Em 2006, obtém primeiro lugar na categoria mobiliário na 20ª edição do prêmio Design do Museu da Casa Brasileira, em São Paulo, com a poltrona Diz.


Atualizado em 19/12/2006
Fonte Itaú Cultural