Lygia Clark - Lygia Pimentel Lins

Ver todas as obras de Lygia Clark - Lygia Pimentel Lins

Artista Lygia Clark - Lygia Pimentel Lins
Biografia Clark, Lygia (1920 - 1988)



Biografia

Lygia Pimentel Lins (Belo Horizonte MG 1920 - Rio de Janeiro RJ 1988). Pintora, escultora. Muda-se para o Rio de Janeiro, em 1947, e inicia aprendizado artístico com Burle Marx (1909 - 1994). Entre 1950 e 1952, vive em Paris, onde estuda com Fernand Léger (1881 - 1955), Arpad Szenes (1897 - 1985) e Isaac Dobrinsky (1891 - 1973). De volta para o Brasil, integra o Grupo Frente, liderado por Ivan Serpa (1923 - 1973) e formado por Hélio Oiticica (1937 - 1980), Lygia Pape (1929 - 2004), Aluísio Carvão (1920 - 2001), Décio Vieira (1922 - 1988), Franz Weissmann (1911 - 2005) e Abraham Palatnik (1928), entre outros. É uma das fundadoras do Grupo Neoconcreto e participa da sua primeira exposição, em 1959. Gradualmente, troca a pintura pela experiência com objetos tridimensionais. Realiza proposições participacionais como a série Bichos, de 1960, construções metálicas geométricas que se articulam por meio de dobradiças e requerem a co-participação do espectador. Nesse ano, leciona artes plásticas no Instituto Nacional de Educação dos Surdos. Dedica-se à exploração sensorial em trabalhos como A Casa É o Corpo, de 1968. Participa das exposições Opinião 66 e Nova Objetividade Brasileira, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM/RJ. Reside em Paris entre 1970 e 1976, período em que leciona na Faculté d´Arts Plastiques St. Charles, na Sorbonne. Nesse período sua atividade se afasta da produção de objetos estéticos e volta-se sobretudo para experiências corporais em que materiais quaisquer estabelecem relação entre os participantes. Retorna para o Brasil em 1976; dedica-se ao estudo das possibilidades terapêuticas da arte sensorial e dos objetos relacionais. Sua prática fará que no final da vida a artista considere seu trabalho definitivamente alheio à arte e próximo à psicanálise. A partir dos anos 1980 sua obra ganha reconhecimento internacional com retrospectivas em várias capitais internacionais e em mostras antológicas da arte internacional do pós-guerra.


Atualizado em 08/11/2005
Fonte Itaú Cultural
Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.