Artista Charles-Edouard Jeanneret - Le Corbusier
Biografia Le Corbusier (1887 - 1965)
Charles-Édouard Jeanneret

( -- / -- / 1887)
( -- / -- / 1965)

Atividades Artísticas
Arquiteto

Participação em Eventos

Coletiva

1998 - Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil - O Rio Jamais Visto (1998 : Rio de Janeiro, RJ) - Centro Cultural Banco do Brasil (Rio de Janeiro, RJ)

2000 - Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil - Quando o Brasil era Moderno: artes plásticas no Rio de Janeiro de 1905 a 1960 (2000 : Rio de Janeiro, RJ) - Paço Imperial (Rio de Janeiro, RJ)

2000 - Valência - Valência - Espanha - De la Antropofagia a Brasilía: Brasil 1920-1950 (2000 : Valencia, Espanha) - IVAM. Centre Julio Gonzáles (Valência, Espanha)

2002 - São Paulo - São Paulo - Brasil - Da Antropofagia a Brasília: Brasil 1920-1950 (2002 : São Paulo, SP) - Museu de Arte Brasileira (São Paulo, SP)


fonte : Itaú Cultural


----------------------------------------------------------------------------------------------------------


Seu nome verdadeiro era Charles Édouard Jeanneret. Estabeleceu os princípios básicos da técnica de construção racionalista e funcional, que influenciou o desenvolvimento da arquitetura a partir dos anos 20. Descobriu novas formas de cimento armado para tornar as paredes mais leves, sustentadas em poucos apoios, encontrando soluções que permitiam erguer um edifício sobre o terreno e criar paredes-cortina. Usou o cubo como base, com predomínio de tetos planos e grandes janelas, introduzindo os elementos pré-fabricados. A partir de 1929, criou edifícios representativos e bairros inteiros no mundo todo, que pretendiam, como suas obras em Marselha, construídas entre 1947 e 1952, a realização de "máquinas de habitar" confortáveis, rodeadas de natureza. Procurou estabelecer bases para uma cidade ideal a partir de planos urbanos que ainda são discutidos. Desenvolveu um sistema de proporção que determinou medidas de edifícios, o chamado sistema modular, que tomou como referência a estatura de um indivíduo médio com os braços levantados (2,26 metros). Algumas de suas obras mais significativas são a casa dos estudantes suíços, em Paris (1930-1932); o Ministério da Educação do Rio de Janeiro (1936-1945); o centro cultural e administrativo de Chandigarh, na Índia (iniciado em 1950); os edifícios do bairro de Hansa, em Berlim (1956-1957); a igreja da Ascensão de Nôtre-Dame-du-Haut, em Ronchamp (1950-1954); e o mosteiro de La Tourette, em Eveux (1957).


fonte : Netsaber

---------------------------------------------------------------------------------------------------------


Le Corbusier é o sobrenome profissional de Charles Edouard Jeanneret-Gris, considerado a figura mais importante da arquitetura moderna. Estudou artes e ofícios em sua cidade natal, na Suíça, e depois estagiou por dois anos no estúdio parisiense de Auguste Perret, na França. Viajou para a Alemanha onde colaborou com nomes famosos da arquitetura naquele país, como Peter Behrens.

Le Corbusier foi para Atenas estudar o Partenon e outros edifícios da Grécia antiga. Ficou impressionado com o uso da razão áurea pelos gregos clássicos. O livro "Vers une Architecture" mostra uma nova forma da arquitetura baseada em muitos edifícios antigos que incorporam a razão áurea, uma proporção matemática considerada harmônica e agradável à visão.

Para o arquiteto, o tamanho padrão do homem era 1,83m. Baseado nisso, em números do matemático Fibonacci (1170-1250) e na razão áurea dos gregos antigos, criou uma série de medidas proporcionais, o Modulor, que dividia o corpo humano de forma harmônica e equilibrada. Baseava-se nisso para orientar os seus projetos e suas pinturas.

Tinha 35 anos quando se associou a seu primo, o engenheiro Pierre Jeanneret, em Paris. Foi quando adotou de vez o pseudônimo profissional de Le Corbusier (o corvo, adaptado do sobrenome de sua bisavó Lecorbésier).

Embora sua principal carreira tenha sido a de arquiteto, também foi competente na pintura e na teoria artística. Como pintor, ajudou a fundar o movimento purista, uma corrente derivada do cubismo, nos anos 1920. Na revista francesa "LEsprit Nouveau" (O espírito novo), publicou numerosos artigos com suas teorias arquitetônicas.

Uma de suas principais contribuições, afora o repúdio a estilos de época, foi o entendimento da casa como uma máquina de habitar (machine à habiter), em concordância com os avanços industriais. Sua principal preocupação era a funcionalidade. As edificações eram projetadas para serem usadas. Definiu a arquitetura como o jogo correto e magnífico dos volumes sob a luz, fundamentada na utilização dos novos materiais: concreto armado, vidro plano em grandes dimensões e outros produtos artificiais.

Uma de suas preocupações constantes foi a necessidade de uma nova planificação urbana, mais adequada à vida moderna. Suas idéias tiveram grande repercussão no urbanismo do século 20. Foi o autor do Plano Obus, para reurbanizar Argel, capital da Argélia, e de todo o planejamento urbano de Chandigarh, cidade construída na Índia para ser a capital do Punjab.
O edifício sede das nações Unidas (ONU), em Nova York, foi desenhado por Le Corbusier, pelo brasileiro Oscar Niemeyer e pelo inglês Sir Howard Robertson, em 1947.

Aos 78 anos, Le Corbusier morreu afogado no mar Mediterrâneo. Oito anos antes, havia feito o projeto de seu túmulo, que foi construído imediatamente após a sua morte.


fonte : uol
Fonte Itaú Cultural
Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.