Logotipo
Atualizado : 08/12/2016 às 17:43:46
Usuários On-Line :  0149
Catálogo das Artes - Menu de navegação
      Detalhamento da Biografia do Artista
<< Voltar
 NOTA : Clique na(s) imagem(ns) para vê-la(s) ampliada(s).

Artista : Elyseo DAngelo Visconti - Eliseu Visconti - Eliseo Visconti
Algumas Obras do artista...

                             
 
   
 
 
 
                                   
veja mais...
LINKS COM REFERÊNCIA AO ARTISTA
BIOGRAFIA
 
VISCONTI, Eliseu
(1866, Vila de Santa Caterina, Salerno, Itália - 1944, Rio de Janeiro, RJ)

Giffoni Valle Piana (Salerno, Campania), Itália, 30/07/1866
Rio de Janeiro/RJ, Brasil, 15/10/1944
Pintor, desenhista, gravador, decorador, designer e professor. Assina E. VISCONTI.

Chegou ao Rio de Janeiro com menos de um ano de idade. Em 1884, ingressou no Liceu de Artes e Ofícios, onde foi aluno de Vitor Meireles. Em 1885, matriculou-se na Academia Imperial de Belas Artes, onde estudou desenho com José Maria de Medeiros e pintura com Henrique Bernardelli, Rodolfo Amoedo e também Vitor Meireles. Em 1892, conquistou o prêmio de viagem à Europa e, no ano seguinte, seguiu para Paris. Em Paris, freqüentou a Escola de Artes Decorativas, dirigida por Grasset. Voltou ao Rio de Janeiro em 1903, para nova viagem à Europa no ano seguinte. Em 1907, ocupou o cargo de professor da antiga Escola Nacional de Belas Artes (até 1913), mas só em 1918 voltou definitivamente para o Brasil. Pintou paisagens, retratos e grandes painéis decorativos, realizando individuais em São Paulo e Rio de Janeiro. Participou diversas vezes do Salão da Academia Imperial de Belas Artes, onde em 1889 recebeu grande medalha de ouro em modelo-vivo. Teve sala especial na II Bienal de São Paulo, em 1953. Mário Barata escreveu sobre o artista: "Visconti foi o mais importante artista do primeiro terço do século no país, não só porque sabia pintar, mas porque pintava, apesar de tudo, uma coisa nova."

Referências: A inquietação das abelhas (Pimenta de Mello, 1927), de Angyone Costa; Contemporâneos: pintores e escultores (Benedicto de Souza, 1929), de Gonzaga Duque; Eliseu Visconti e seu tempo (Zélio Valverde, 1944), de Frederico Barata; Fala, amendoeira (José Olympio, 4. ed. 1970, p. 130-32), de Carlos Drummond de Andrade; História geral da arte no Brasil (Instituto Walther Moreira Salles/Fundação Djalma Guimarães, 1983), coordenação de Walter Zanini; Visconti e as artes decorativas (PUC, 1983), organização de Irma Arestizabal; História da pintura brasileira no século XIX (Pinakotheke, 1983), de Quirino Campofiorito; Arte brasileira (Colorama, 1985), de Walmir Ayala; Academismo (Funarte/Instituto Nacional de Artes Plásticas, 1986, Projeto Arte Brasileira); 150 anos de pintura no Brasil: 1820/1970 (Ilustrado pela coleção Sergio Fadel, Colorama, 1989), de Donato Mello Júnior, Ferreira Gullar e outros; Pinturas & pintores do Rio Antigo (Ilustrado pela coleção Sergio Fadel, 1990), textos de Paulo Berger, Herculano Gomes Mathias e Donato Mello Júnior; Museus Castro Maya (Agir/Banco Boavista, 1994); 50 anos do Salão Paranaense de Belas Artes (Secretaria do Estado da Cultura/Museu de Arte Contemporânea do Paraná, 1995), de Maria José Justino; Cronologia das artes plásticas no Rio de Janeiro: 1816-1994 (Topbooks, 1995), de Frederico Morais; Biblioteca Nacional: a história de uma coleção (Salamandra, 1997), de Paulo Herkenhoff; Acadêmicos e modernos: textos escolhidos III (Edusp, 1998), de Mário Pedrosa, organização de Otília Arantes; Pintura brasileira do século XX: trajetórias relevantes (4 Estações, 1998), de Olívio Tavares de Araújo; Coleção Aldo Franco (Pinakotheke, 2000), de Jacob Klintowitz; Arte brasileira na Coleção Fadel: da inquietação do moderno à autonomia da linguagem (A. Jakobsson, 2002), de Paulo Herkenhoff; O Brasil do século XIX na coleção Fadel (Fadel, 2004), de Alexei Bueno.
_________________________________________________________________________________________

Nascimento/Morte

1866 - Salerno (Itália) - 30 de julho

1944 - Rio de Janeiro RJ - 15 de outubro

Vida Familiar

1908 - Paris (França) - Casa-se com pintora Louise Visconti (1882 - 1954). Tem três filhos, entre eles a pintora Yvonne Visconti Cavalleiro (1901 - 1965)

Formação

1883 - Rio de Janeiro RJ - É aluno de Victor Meirelles (1832 - 1903) e Estêvão Silva (ca.1844 - 1891) no Liceu de Artes e Ofícios

1885/1889 - Rio de Janeiro RJ - É aluno de Zeferino da Costa (1840 - 1915), Rodolfo Amoedo (1857 - 1941), Henrique Bernardelli (1858 - 1936), Victor Meirelles e José Maria de Medeiros (1849 - 1925) na Academia Imperial de Belas Artes - Aiba

ca.1888/1892 - Rio de Janeiro RJ - Acompanha o grupo dissidente da Aiba que funda o Ateliê Livre, que tem por objetivo a atualização do ensino tradicional

1888 - Rio de Janeiro RJ - A Sociedade Propagadora das Belas Artes o admite como professor de desenho no Liceu de Artes e Ofícios

1892 - Rio de Janeiro RJ - Agraciado com o prêmio de viagem ao exterior, obtendo o primeiro lugar no concurso da Escola Nacional de Belas Artes - Enba, viaja para Paris em 1893, onde permanece até 1900

1893 - Paris (França) - Ingressa em 7º lugar na École Nationale et Spéciale des Beaux-Arts [Escola Nacional e Especial de Belas Artes]

1893/1897 - Paris (França) - Estuda arte decorativa na École Guérin, dirigida por Eugène Samuel Grasset (ca.1841-1917). Desliga-se da escola mas continua como aluno de Grasset até 1897. Pratica na Académie Julian, no atelier de William-Adolphe Bouguereau (1825 - 1905) e Gabriel-Joseph-Marie-Augustin Ferrier (1847 - 1914)



Cronologia

Pintor, desenhista e professor



s.d. - Rio de Janeiro RJ - Membro do Conselho Superior de Belas Artes, do Conselho Nacional de Belas Artes e de júri de salões

187?/1892 - Rio de Janeiro RJ - Emigra com sua família para o Brasil e vive nessa cidade

1886 - Rio de Janeiro RJ - Recebe do imperador dom Pedro II (1825 - 1891) a primeira medalha de prata pelos trabalhos no Liceu de Artes e Ofícios

1886 - Rio de Janeiro RJ - Recebe as seguintes medalhas pelas aulas na Aiba: pequena medalha - desenho figurado, medalha de prata - modelo vivo e menção honrosa - anatomia e fisiologia das paixões, na sessão solene do Conservatório de Música

1891 - Rio de Janeiro RJ - Torna-se Sócio Benemérito da Sociedade Propagadora das Belas Artes

1897 - Madri (Espanha) - Viaja a estudos

1902/1920 - Paris (França) e Rio de Janeiro RJ - Alterna sua vida entre estas duas cidades

1903 - Rio de Janeiro RJ - Cria, para a fábrica de Cerâmica e Vidro Américo Ludolf, cerâmicas e vasos decorados com elementos da flora brasileira e figuras femininas de inspiração art nouveau

1904 - Rio de Janeiro RJ - Executa o ex-libris para a Biblioteca Nacional e vence o concurso para selos postais e cartas-bilhetes

1905/1907 - Paris (França) - Realiza a obra do pano de boca do Theatro Municipal do Rio de Janeiro

1908/1913 - Rio de Janeiro RJ - Assume a cadeira de pintura na Enba

1910 - Santiago (Chile) - Sua obra Sonho Místico é adquirida para o Museo Nacional de Bellas Artes, pelo governo do Chile

1913 - Rio de Janeiro RJ - Executa a decoração da Biblioteca Nacional

1913/1916 - Paris (França) - Realiza a decoração do foyer do Theatro Municipal do Rio de Janeiro

1920/1944 - Rio de Janeiro RJ - Fixa-se definitivamente nessa cidade

1920/1923 - Rio de Janeiro RJ - Organiza um curso particular no ateliê de Haydéa Santiago (1896 - 1980) onde dá aulas, entre outros alunos, para Manoel Santiago (1897 - 1987)

1922 - Rio de Janeiro RJ - Projeta três selos comemorativos do 1º Centenário da Independência do Brasil para Correios e Telégrafos. Recebe a encomenda de um tríptico Deveres da Cidade para decoração do Conselho Municipal do Rio de Janeiro

1924 - Rio de Janeiro RJ - Realiza o painel Assinatura do Constituinte de 1881 para a decoração da Assembléia Legislativa do Distrito Federal, atual Câmara dos Deputados do Rio de Janeiro

1934/1936 - Rio de Janeiro RJ - Durante a reforma do Theatro Municipal, executa a pintura de um friso sobre o proscênio, auxiliado por sua filha Yvonne e seu genro Henrique Cavalleiro (1892 - 1975), além de Martinho de Haro (1907 - 1985) e Angenor de Barros

1934/1943 - Rio de Janeiro RJ - Leciona no curso de extensão universitária, de arte decorativa da Universidade do Brasil anexo à Escola Politécnica

ca.1945 - Rio de Janeiro RJ - Inaugurada a Sala Eliseu Visconti no Museu Nacional de Belas Artes - MNBA

1966 - Rio de Janeiro RJ - Selo comemorativo do nascimento do artista, da Comissão Filatélica da Empresa de Correios e Telégrafos


Atualizado em 08/11/2005
 
Fonte: Catalogo das Artes - 19/02/2008

  LOGIN DE ASSINANTES - Guia de Preços
Clique Aqui
 
  LOGIN DE ANUNCIANTES - Ofertas Especiais
Clique Aqui
 
        Copyright © 2007 Catálogo das Artes