Logotipo
Atualizado : 09/12/2016 às 16:53:38
Usuários On-Line :  0323
Catálogo das Artes - Menu de navegação
      Detalhamento da Biografia do Artista
<< Voltar
 NOTA : Clique na(s) imagem(ns) para vê-la(s) ampliada(s).

Artista : Pablo Picasso
Algumas Obras do artista...

                       
 
   
 
 
 
                                   
veja mais...
LINKS COM REFERÊNCIA AO ARTISTA
BIOGRAFIA
 
Picasso, Pablo
Málaga, Andaluzia, Espanha, 1881
Mougins, Antibes, França, 1973

Filho de um professor de Desenho, ainda bastante jovem iniciou seu aprendizado em Barcelona. Logo teve seu talento reconhecido. Em 1897, realizou a sua primeira exposição. Porém, é a partir do contato com a França, em 1900, que o pintor espanhol passou a definir suas primeiras fases: azul (1901-1905), caracterizada por certa melancolia, e posteriormente rosa (1905), já mais viva - ambas com traços de convencionalidade. Nesse momento, Picasso havia se transferido definitivamente para Paris. Em Paris, o pintor entrou em contato com as obras de artistas como Cézanne - influência transformadora em sua arte. Inspirado pela arte africana, Picasso fez Les Demoiselles d'Avignon (1907), obra que marcou o início do período cubista, resultante também de sua ligação com o pintor francês Georges Braque. A nova proposta cubista revolucionou a Arte Moderna, ao introduzir uma liberdade de criação ainda não vista. As representações passaram a ser fragmentadas e se davam através de elementos geométricos, com o objetivo de construir um objeto em vez de reproduzir o modelo do mesmo objeto. É nesse sentido que o Cubismo procurou representar diversas facetas vistas sob diferentes ângulos. O caráter inovador de Picasso se estendeu a outras técnicas artísticas, o que o levou a ser um dos pioneiros na assemblage, através do uso de materiais como ferro, madeira, papéis e jornais, além de ter se dedicado com sucesso ao trabalho com cerâmica. Picasso também mostrou em sua obra a defesa da República espanhola, quando esta foi derrubada pelo golpe militar liderado por Francisco Franco, em 1936. Todo o engajamento do artista foi demonstrado em Guernica (1937) - um protesto contra a Guerra Civil Espanhola. Versátil e profundamente liberto em suas criações, Picasso é um dos ícones representativos da Arte desenvolvida no século XX. Renovou-se constantemente, não se deixando aprisionar pelo Cubismo, pela arte decorativa da cerâmica, ou ainda por uma arte política, mas recriando sua própria produção a cada momento.

-Ordem cronológica:

1881 - 25 de Outubro. Nasce em Málaga Pablo Ruiz Picasso, filho de Maria Picasso Lopez e José Ruiz Blasco.
1881 - 21 de Novembro. É batizado na Igreja de Santiago em Málaga, pelo padre José Fernández Quintero, que também havia celebrado o casamento de seus pais.
1888 - Influenciado pelo pai, começa a desenhar e pintar.
1893/1894 - Picasso dá início a seu trabalho artístico sob a orientação do pai.
1896 - Frequenta as aulas de desenho de La Lonja; é muito elogiado nos exames de admissão à escola.
1897 - Faz parte do grupo boémio de Barcelona; a primeira exposição é realizada em Els Quatre Gats, a sede do grupo; a primeira crítica sobre seu trabalho é publicada em La Vanguardia. Faz amizade com Jaime Sabartés e outros jovens artistas e intelectuais, que o introduzem no universo dos movimentos de pintura modernos (Toulouse-Lautrec, Steinlen etc). Seu quadro Ciencia y Caridad (Ciência e Caridade) recebe menção honrosa em Madrid. No outono é admitido no curso de pintura da Academia Real de San Fernando em Madrid.
1898 - Deixa a academia. Seu quadro Costumbres de Aragon (Hábitos de Aragão) recebe prémios em Madrid e Málaga.
1900 - Desenhos seus foram publicados na revista Joventut, revista de Barcelona. Vende três rascunhos a Berthe Weill.
1901 - Funda com Soler, em Madrid, a revista Arte Joven. O primeiro número é todo ilustrado por ele. Faz exposição de trabalhos em pastel no Salon Parés (Barcelona). Críticas elogiosas são publicadas em Pel y Ploma. Expõe no espaço Vollard em Paris. Crítica positiva é publicada em La Revue Blanche. Encontra Max Jacob e Gustave Coquiot. Tem início o período azul. Passa a assinar seus trabalhos simplesmente como "Picasso"; anteriormente assinava "Pablo Ruiz y Picasso".
1902 - Expõe 30 trabalhos no espaço de Berthe Weill em Paris. Divide um quarto com Max Jacob no Boulevard Voltaire.
1904 - Instala-se em Paris. Final do período azul.
1905 - Compram algumas das suas pinturas. Início do período rosa. Começa a fazer esculturas e gravuras. Pinta Garçon à la pipe e Auto-retrato com capa, um dos seus quadros mais famosos.
1906 - Conhece Matisse que, juntamente com os fauves, chocara o público no Salão de Outono do ano anterior. Época de transição para esculturas.
Imagem:Les Demoiselles de Avignon.jpg1907 - Conhece Braque e Derain. Visita a exposição de Cézanne no Salão de Outono. Começa a fase cubista com o quadro Les Demoiselles dAvignon.
1908 - Faz as primeiras paisagens claramente cubistas. Faz a primeira exposição na Alemanha (Galeria Thannhauser, Munique).
1910 - Florescimento do cubismo. Faz retratos de Vollard, Uhde, Kahnweiler.
1911 - Primeira exposição nos Estados Unidos (Galeria Photo-Secession, Nova York). Kahnweiler publica Saint Matorel, de Max Jacob, com ilustrações de Picasso.
1912 - Faz sua primeira exposição em Londres (Galeria Stafford, Londres). Expõe em Barcelona (Galeria Dalman). Dá início às colagens.
1913 - Morte do pai de Picasso em Barcelona. Inicia o cubismo sintético.
1915 - Faz retratos com desenhos realistas de Vollard e Max Jacob.
1917 - Vai a Roma com Cocteau para criar cenografia para o balé Parade, dirigido pelo grupo de Diaghilev, Os Balés Russos. Mantém contacto com o mundo do teatro. Encontra Stravinsky e Olga Koklova. Visita museus e vê arte antiga e do período do Renascimento. em Roma, Nápoles, Pompéia, e Florença. Passa o verão em Barcelona e Madrid.
1918 - Casa-se com Olga Koklova.
1919 - Vai a Londres e faz desenhos para Le Tricorne.
1920 - Faz cenários para Pulcinella, de Stravinsky. Surgem temas clássicos em seus trabalhos.
1921 - Nascimento de Paul ( seu 1º filho ) . Faz muitos desenhos da mãe com a criança. Faz cenário para o balé Cuadro Flamenco. Faz as duas versões de Os Três Músicos e Três Mulheres na Primavera, trabalho usando diversos estilos.
1924 - Faz cenários para o balé Le Mercure; desenha a cortina para o Le Train Bleu. Dá início à série de grandes naturezas mortas.
1925 - Participa da primeira exposição dos surrealistas na Galeria Pierre em Paris. Além dos trabalhos clássicos, produz suas primeiras obras que apresentam uma violência contida.
1928 - Faz uma série de pequenas pinturas com cores vivas, com formas audaciosamente simplificadas. Dá início a um novo período em suas esculturas.
1930 - Adquire o Castelo de Boisgeloup, e nele monta seu estúdio de esculturas.
1931 - São publicados Le Chef-Doeuvre Inconnu de Balzac (Vollard) e as Métamorphoses de Ovídio (Skira), ambos ilustrados com gravuras de Picasso.
1932 - Exposições retrospectivas em Paris (Galeria Georges Petit) e em Zurique (Kunsthaus). Um novo modelo, Marie-Thérèse Walter, começa a aparecer nas pinturas de Picasso.
1934 - Volta a pintar touradas.
1935 - Separação definitiva de Olga Koklova. Nascimento de Maia, filha de Marie-Thérèse Walter e do pintor.
1936 - Início da Guerra Civil Espanhola. Faz exposição itinerante pela Espanha. É nomeado director do Museu do Prado.
1937 - Edita gravura Sueño y Mentira de Franco (Sonho e Mentira de Franco) com texto satírico de sua própria autoria. Depois do ataque aéreo em Guernica ( em 28 de abril ) pinta o mural para o Pavilhão da República Espanhola ( Feira Mundial de Paris ).
1939 - Grande exposição retrospectiva é feita em Nova York (Museum of Modern Art). Morre a mãe de Picasso em Barcelona. Depois do início da Segunda Guerra Mundial, volta a Paris.
1941 - Escreve uma peça surrealista Desejo Pego pela Cauda. Começa a série Mulher na Poltrona.
1941 - Pinta o famoso quadro Dora Maar au chat.
1942 - Publicação de ilustrações com gravuras em água-tinta para o livro Histoire Naturelle de Buffon.
1945 - Exposição em Londres (Victoria and Albert Museum). Volta a fazer litografias.
1946 - Dá início à série de pinturas que têm por tema a alegria de viver.
1947 - Nascimento do filho Claude. Faz litografias e começa a fazer cerâmica na fábrica Madoura.
1948 - Exposição de cerâmicas na Masion de la Pensée Française (Paris).
1949 - Nasce sua filha Paloma. Expõe trabalhos iniciados a partir do início da guerra na Maison de la Pensée Française. A Pomba de Picasso é usada em cartaz do Congresso pela Paz de Paris e se torna símbolo universal.
1951 - Expõe esculturas na Maison de la Pensée Française. Faz exposição retrospectiva em Tóquio. Pinta Massacre na Coréia.
1952 - Pinta Guerra e Paz em Vallauris.
1953 - Exposições retrospectivas em Lyon, Roma, Milão, São Paulo. Separa-se de Françoise Gilot.
1954 - Pinta a série Sylvette. Inicia uma série de estudos com base em As Mulheres de Argel, de Delacroix.
1955 - Morte de Olga Koklova, sua ex-mulher. Expõe no Musée des Arts Décoratifs e na Bibliotèque Nationale em Paris e na Alemanha.
1956 - Faz série de cenas de interiores de estúdios.
1957 - Exposição retrospectiva em Nova York. Faz série de estudos baseado em As Meninas, de Velázquez.
1958 - Pinta o mural do prédio da Unesco em Paris. Adquire o castelo de Vauvenargues, perto de Aix.
1959 - Expõe linóleos.
1960 - Explora temas com naturezas mortas e interiores de inspiração espanhola.
1961 - Faz estudos sobre Déjeuner sur lherbe, de Manet. Casa-se com Jacqueline Roque.
1962 - Série sobre o tema "Rapto das Sabinas".
1963 - Série sobre o tema "O Pintor e seu Modelo".
1964 - Série sobre o tema "O Pintor e seu Cavalete".
1965 - Publicação de Sable Mouvant, de Pierre Reverdy com água-tintas de Picasso.
1966 - Seus 85 anos são comemorados com três exposições simultâneas em Paris.
1967 - São feitas exposições comemorativas em Londres e nos Estados Unidos. Ele volta a temas mitológicos.
1968 - A série integra 347 gravuras, a maioria com temas eróticos. Depois da morte de seu secretário e confidente Jaime Sabartés, ele doa sua série sobre As Meninas ao museu Picasso, de Barcelona.
1969 - Pinta 140 telas que são expostas no ano seguinte no Palais des Popes em Avignon.
1970 - Doa 2.000 telas a óleo e dese
 
Fonte: Catalogo das Artes - 11/04/2007

  LOGIN DE ASSINANTES - Guia de Preços
Clique Aqui
 
  LOGIN DE ANUNCIANTES - Ofertas Especiais
Clique Aqui
 
        Copyright © 2007 Catálogo das Artes