Logotipo
Atualizado : 08/12/2016 às 17:43:46
Usuários On-Line :  0187
Catálogo das Artes - Menu de navegação
      Detalhamento da Biografia do Artista
<< Voltar
 NOTA : Clique na(s) imagem(ns) para vê-la(s) ampliada(s).

Artista : Raoul Dufy
Algumas Obras do artista...

                       
 
   
 
 
 
veja mais...
LINKS COM REFERÊNCIA AO ARTISTA
BIOGRAFIA
 
Dufy, Raoul
Le Havre, França, 1877
Forcalquier, França, 1953


Chamado "o pintor das cores alegres", participou do grupo fauvista a partir de 1907. Mudou-se para Paris em 1900, onde descobriria os impressionistas que marcaram a sua pintura. Integrou-se ao Fauvismo em 1905, impressionado com a obra de Henri Matisse, no Salão de Outono, expondo com os fauves a partir de 1907. Em 1908, esteve com Georges Braque em l´Estaque, interessado nos valores da composição geométrica, primeiros passos do Cubismo. Momentaneamente, abandonou a pintura fauvista espontânea e de cores puras.
Nos anos de 1910, fez xilogravuras, trabalhos em cerâmica, estampas para têxteis e tapeçarias e aquarelas. Conhecido por seu estilo de pinceladas rápidas, quase como sinais gráficos, uma estenografia que se constitui de cores alegres, sua característica mais marcante. Na década seguinte, viajou pela Itália - Veneza, Florença, Roma, Sicília, chegando ao Marrocos; como resultado, sua paleta torna-se mais luminosa, com o uso de cores mais decorativas, ganhando mais vida e luminismo. Na década de 1950, viajou para os Estados Unidos, onde realizou grandes pinturas de cenário. Seu reconhecimento como artista culminou na XXVI Bienal de Veneza, em 1952, quando recebeu o grande prêmio internacional de pintura, um ano antes de sua morte.
Dufy absorveu de Cézanne e do Cubismo o princípio da construtividade da cor, mas, de modo diverso, utilizou-a de forma empírica não-racional, para trazer à pintura uma natureza vibrante, sensual, mutável, pouco densa, traduzida por pinceladas curtas - uma sinalética ondulante, como ondas de freqüência da eletricidade, que se pode observar no grande painel de 10 por 60 metros que realizou para o Palácio da Eletricidade, na Exposição Universal de Paris de 1937.

 
Fonte: Daisy Peccini/Mac - 26/02/2008

  LOGIN DE ASSINANTES - Guia de Preços
Clique Aqui
 
  LOGIN DE ANUNCIANTES - Ofertas Especiais
Clique Aqui
 
        Copyright © 2007 Catálogo das Artes