Logotipo
Atualizado : 08/12/2016 às 17:43:46
Usuários On-Line :  0165
Catálogo das Artes - Menu de navegação
      Detalhamento da Biografia do Artista
<< Voltar
 NOTA : Clique na(s) imagem(ns) para vê-la(s) ampliada(s).

Artista : Cláudio Barros
 
   
 
   
 
LINKS COM REFERÊNCIA AO ARTISTA
BIOGRAFIA
 

Cláudio Barros

Local e data de nascimento

Cláudio Ribeiro Barros
Rio de Janeiro/RJ, Brasil, 1963
Pintor.



Nota Biográfica

Freqüentou Cursos Livres de Pintura, Desenho, Escultura, Modelo Vivo e História da Arte na escola de Arte Aluno Rodrigo Melo Franco de Andrade - Fundação de Arte de Ouro Preto - FAOP, em 1982, onde estudou Gravura em Metal com Clebio Maduro e Ana Amélia Rangel, Teoria da Cor com Eduardo de Paula, Estrutura e Composição com Amílcar de Castro; em 1983, freqüentou o ateliê de Carlos Scliar.

Em 1985, cursou desenho com Cássio Michalani, de 1994 a 1996, cursou educação Artística na Faap. Desenvolveu projetos em arte educação em diversas instituições desde 1985. Em 1997, foi co-fundador da Cooperativa Paulista de Artistas Educadores, exercendo a presidência até 2001.

"Pinto, porque gosto e porque quero me comunicar..." Vi Scliar dizer isso várias vezes ao longo do vídeo feito por ocasião de sua grande retrospectiva, anos atrás no MAM do Rio. Encho-me de admiração e respeito pelo homem de ateliê. Sua coragem nos contagia ao dizer isso, assim, como confissão, diante da enormidade de atributos do mundo da arte, conceitos, questões, crítica, público, mercado etc etc, definindo-se pelo compromisso com o seu ofício, metáfora de seu profundo amor pela vida, pelas pessoas e também pela produção daqueles que conhece e aprende a admirar... Nasci pintor.

Foi o que me dei conta, quando eu o conheci em Ouro Preto. E convenceu-me também de que eu podia viver, ou melhor, sobreviver da pintura. Dessa pintura a qual me agarrei como a única e derradeira chance de viver com integridade. Hoje, digo por mim: Pinto porque gosto, porque preciso, porque é o melhor que posso fazer. Diante desta produção, que agora tenho o prazer de expor na Galeria Paulo Prado, localizo a vontade de construir lugares, lugares do olhar, como se a pintura pudesse revelar o maravilhamento diante do mundo. O meu olhar persegue o comum, talvez o quase banal, uma coisa, ainda que sem importância, por algum motivo, me desperta um tipo de amor. Este sim é o modelo que vai me guiar na construção da minha pintura. Um ato de contemplação, de compreensão.

(Cláudio Barros, Catálogo da individual na Paulo Prado Galeria de Arte, em 2002)



Exposições

Individuais

Em 1990, Galeria de Arte Paulo Prado/SP; em 1993, Galeria de Arte Paulo Prado/SP; em 1995, Galeria Sesc Paulista/SP; em 1996, Casa Povoador da Secretaria Municipal de Cultura de Piracicaba/SP; em 1999, Corpo-Flor - EAIS. Bernardo/SP; em 2000, Territórios do Olhar - Parque Escola DEPAVE Prefeitura Municipal São André/SP; em 2002, Lugares do Olhar na Galeria Paulo Prado.


Coletivas

Em 1990, Coletiva da Galeria Oscar Seraphico em Brasília/DF; em 1992, Coletiva Chapel Art Show/SP, Atelier Aberto com Jacques Jesion/SP; em 1993, VI Bienal de Artes Santos e I Salão MAM - Bahia de Artes Plásticas; em 1995, Selecionados do Prêmio Günter no MAC/USP e 20 Anos da Cabot no Brasil no MUBE/SP; em 1996, Coletiva Encontro na Galeria Alliance Française e VI Salão de Arte Contemporânea da São Benrnardo do Campo/SP - Prêmio aquisição; em 1997, Similitudes - Segundo Encontro no Centro Universitário Maria Antônia USP/SP; em 2001, I Bienal de Artes Plásticas de Jabuticabal.



Acervos

Centro Universitário Maria Antônia USP, Sesc Paraíso, Sesc Pinheiros, Sesc São Carlos, Município de São Bernardo do Campo SP, Município de Piracicaba, DEPAV do Município de Santo André.

Fonte : Galeria Hogar
 
18/02/2007

  LOGIN DE ASSINANTES - Guia de Preços
Clique Aqui
 
  LOGIN DE ANUNCIANTES - Ofertas Especiais
Clique Aqui
 
        Copyright © 2007 Catálogo das Artes