Logotipo
Atualizado : 09/12/2016 às 16:53:38
Usuários On-Line :  0335
Catálogo das Artes - Menu de navegação
      Detalhamento da Biografia do Artista
<< Voltar
 NOTA : Clique na(s) imagem(ns) para vê-la(s) ampliada(s).

Artista : Vital Brazil - Álvaro Vital Brazil
 
   
 
   
 
LINKS COM REFERÊNCIA AO ARTISTA
BIOGRAFIA
 
Brazil, Vital (1909 - 1997)



Biografia

Álvaro Vital Brazil (São Paulo SP 1909 - Rio de Janeiro RJ 1997). Arquiteto, engenheiro. Em 1933, forma-se engenheiro na Escola Politécnica do Rio de Janeiro, e arquiteto na Escola Nacional de Belas Artes - Enba. No ano seguinte, após trabalhar como engenheiro em duas construtoras, associa-se a Adhemar Marinho (1909) em um escritório de arquitetura e engenharia, desenvolvendo inicialmente projetos residenciais. De forma precoce, a dupla vence o concurso de anteprojetos para um edifício de uso misto (comercial, residencial e escritórios) para a Usina de Açúcar Esther Ltda., na Praça da República, em São Paulo. Concebido segundo os princípios do racionalismo funcionalista, o Edifício Esther, 1936, ao lado do prédio da Associação Brasileira de Imprensa - ABI, e do edifício-sede do Ministério da Educação e Saúde - MES, ambos no Rio de Janeiro, torna-se um dos marcos fundamentais da Arquitetura Moderna Brasileira. Estabelecido em São Paulo, o arquiteto filia-se aos Congressos Internacionais de Arquitetura Moderna - CIAM, ao Clube de Engenharia e ao Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB. Nesse período, seus projetos e obras são publicados nos principais veículos de divulgação da arquitetura moderna no país: a revista de Engenharia da Prefeitura - PDF, e a Revista de Arquitetura, da Enba. Em 1938, volta para o Rio de Janeiro para projetar e coordenar a construção do edifício-sede do Instituto Vital Brazil, 1942, fundado em 1919 por seu pai: o médico e cientista Vital Brazil Mineiro da Campanha (1865 - 1950). Também em Niterói, projeta outras obras importantes, como três escolas públicas e a Estação Central Ferroviária. Em seguida, chefiando o Serviço de Planejamento e Construções do Serviço Especial de Mobilização de Trabalhadores para a Amazônia - SEMTA, projeta e acompanha a construção de núcleos e pousos em cidades do norte e nordeste do país, além da Base Aérea de Manaus, 1944, e a estação de passageiros do Aeroporto Val de Cans, em Belém, 1945. Em 1943, o Edifício Esther, as escolas de Niterói e o Instituto Vital Brazil são incluídos na mostra Brazil Builds: architecture new and old; 1652-1942, realizada no Museum of Modern Art de Nova York - MoMA. Em 1946, projeta a sede do Banco da Lavoura de Minas Gerais S. A. em Belo Horizonte, chamado edifício Clemente de Faria, que dá origem a uma série de projetos comerciais e empresariais seus dos anos 1940 e 1950. Em 1951, essa obra é premiada na 1ª Bienal Internacional de São Paulo, na categoria "edifícios de uso comercial". Nos anos 1960, projeta obras importantes, como os estaleiros da EMAQ - Engenharia de Máquinas S. A., 1966, no Rio de Janeiro, e ganha um suplemento especial no primeiro número da Revista ABA - Arquitetura Brasileira do Ano, com ensaio crítico de Henrique E. Mindlin (1911 - 1971), que o define como um "mestre tranqüilo e sereno (...) que apura o trabalho de uma geração para mostrar o caminho à geração seguinte, e que se constitui em um clássico".1 Sua última obra é o edifício Vital Brazil, 1978, um bloco de salas comerciais e garagens no Rio de Janeiro. Em 1986, publica um livro com sua obra: Álvaro Vital Brazil: 50 anos de arquitetura. Obra que o arquiteto Salvador Candia (1924 - 1991), na apresentação, define como uma "lição de equilíbrio, serenidade e amor à ordem construtiva arquitetônica".2

Notas

1 Henrique E. Mindlin, citado em CONDURU, Roberto. Cronologia. In: ______. Vital Brazil. São Paulo: Cosac Naify, 2000, p. 124.

2 Salvador Candia, em CONDURU, Roberto, op. cit., p. 125.


Atualizado em 16/11/2006
fonte : Itaú Cultural
 
26/02/2007

  LOGIN DE ASSINANTES - Guia de Preços
Clique Aqui
 
  LOGIN DE ANUNCIANTES - Ofertas Especiais
Clique Aqui
 
        Copyright © 2007 Catálogo das Artes