Logotipo
Atualizado : 07/12/2016 às 17:51:17
Usuários On-Line :  0259
Catálogo das Artes - Menu de navegação
      Detalhamento da Biografia do Artista
<< Voltar
 NOTA : Clique na(s) imagem(ns) para vê-la(s) ampliada(s).

Artista : Irmãos Moreaux
 
   
 
   
 
LINKS COM REFERÊNCIA AO ARTISTA
BIOGRAFIA
 
Irmãos Moreaux
....


O irmão mais novo

MOREAU, Louis-Auguste (1818-77). Nascido em Rocroy (França) e falecido no Rio de Janeiro.

Irmão mais novo de François- René Moreau, acompanhou-o ao Brasil em fins da década de 1830, fixando-se no Rio de Janeiro por volta de 1840 após residir por algum tempo em Pernambuco, na Bahia e no Rio Grande do Sul.

Expondo em 1841 seu quadro Alta de Mineiros conquistou medalha de ouro na II Exposição Geral de Belas Artes; voltaria a tomar parte nesse certame em 1843, 1845, 1846 e 1850, sendo que em 1843 sua composição Jesus Cristo e o Anjo granjeou-lhe a Ordem Imperial da Rosa no grau de Cavaleiro.

A delicadeza do toque

Foi pintor de história, de retratos e figuras, destacando-se em sua produção o retrato da atriz Lagrange na Desposada de Lammermoor (Museu Nacional de Belas-Artes), do qual afirmou Gonzaga Duque:

«Sob o ponto de vista do colorido, e mesmo sob o ponto de vista do desenho, este soberbo retrato passa todas as suas obras. A tonalidade é fresca e terna, a difusão da luz é doce e, como que lentamente espargida, as meias tintas e os reflexos foram jogados com um requinte inimitável.

«O braço esquerdo, nu, estendido no espaço, em linha horizontal, é de uma carnação perfeita, de um modelado escultural.

«Toda a figura é imponente, majestosa. A sua cabeça aquecida de sedosos e negros cabelos, a sobranceria do seu olhar, a roupa alva que lhe envolve o corpo, o manto azul que das espáduas desce até o chão lambendo-lhe, submisso, as pegadas, resumem um não sei que de apaixonado, como se houvesse por parte do artista extraordinário interesse em reunir sua alma à peregrina beleza daquela figura.

«Parece-me que, nessa grande tela, há mais alguma coisa além da arte... Parece-me que um sentimento análogo ao sentimento que fez de Greuze, o Abelardo de Letícia, uma obra-prima da natureza, guiava a mão febril do artista, misturava os tons com o seu pensamento, embebia as tintas no seu sangue...»

Em parceria com Buvelot

Devaneios à parte, é inegável que a arte de Louis-Auguste Moreau, como um todo, supera, pela intensidade lírica de que dá provas, a do irmão mais velho, inserindo-se na vertente romântica que então campeava solta na atmosfera.

Cite-se mais, desse excelente pintor e não menor artista, a colaboração que manteve após 1842 com o paisagista suíço Abraham-Louis Buvelot, da qual nasceu o álbum de litografias O Rio de Janeiro Pitoresco, impresso em 1845, no Rio de Janeiro, pela oficina de Heaton e Rensburg, cabendo a Moreau a execução das figurinhas, e a Buvelot a dos grandes cenários urbanos.

E enfim, a dar provas do fôlego de que era dotado, e dos recursos técnicos e estilísticos de que sabia lançar mão, quando necessário, sua composição talvez mais conhecida - Dom Pedro II visitando os Doentes de Cólera Morbus, hoje no Museu da Cidade, no Rio de Janeiro.



O irmão mais velho

MOREAU, François-René (1807-60). Nascido em Rocroy (França) e falecido no Rio de Janeiro.

Tendo feito seu aprendizado artístico em Paris, com o célebre Gros, veio para o Brasil, acompanhado do irmão caçula (o também pintor Louis Auguste Moreau), em fins da década de 1830, fixando-se sucessivamente em Pernambuco, na Bahia e no Rio Grande do Sul antes de se radicar em definitivo no Rio de Janeiro em 1841.

Desse ano até 1859 tomou parte com freqüência nas Exposições Gerais de Belas Artes, e na de 1842 foi premiado com a grande composição histórica Sagração de Dom Pedro II, recebendo o Hábito da Ordem de Cristo.

A paleta

Referindo-se a essa obra, Gonzaga Duque ressalta-lhe o colorido, "riquíssimo", embora logo em seguida ressalve: «A habilidade de Francisco Moreau não passa dos segredos da paleta.»

Do mesmo modo, ao analisar seu David Triunfante, exposto em 1843, Gonzaga Duque destaca-lhe o cromatismo, afirmando que «o azul, o nácar, o amarelo e o verde realçam-se na tela
 
25/02/2007

  LOGIN DE ASSINANTES - Guia de Preços
Clique Aqui
 
  LOGIN DE ANUNCIANTES - Ofertas Especiais
Clique Aqui
 
        Copyright © 2007 Catálogo das Artes