Logotipo
Atualizado : 09/12/2016 às 16:53:38
Usuários On-Line :  0347
Catálogo das Artes - Menu de navegação
      Detalhamento da Biografia do Artista
<< Voltar
 NOTA : Clique na(s) imagem(ns) para vê-la(s) ampliada(s).

Artista : Manuel José de Araújo
Algumas Obras do artista...

     
 
   
 
 
 
veja mais...
LINKS COM REFERÊNCIA AO ARTISTA
BIOGRAFIA
 
Manuel José de Araújo
Porto-alegre
1806-1879



Nascido em Rio Pardo (RS) e falecido em Lisboa (Portugal).

Seu nome real era Manuel José de Araújo, modificado para Pitangueira por espírito nativista, quando da Independência, e mais tarde chegando à forma definitiva, Manuel de Araújo Porto-alegre, sendo equivocada a grafia Porto-Alegre que alguns de seus biógrafos utilizam.

Orfão de pai aos cincos anos, tendo perdido aos 12 o padrasto, tinha 16 quando se empregou como ajudante na oficina de relojoaria do francês Jean Jacques Rousseau, o qual, tendo em vista seus pendores para o desenho, estimulou-o a estudar com seu compatriota François Ther, recém-chegado à cidade.

Instalando-se no Rio

Pouco mais tarde teria algumas lições com o retratista Maciel Gentil e com o pintor decorador João de Deus, passando a ganhar a vida como pintor profissional.

Decidido a ir estudar com Debret no Rio de Janeiro depois de ter visto uma reprodução do Desembarque da Arquiduquesa Leopoldina do mestre francês, só em fins de 1826 conseguiu embarcar com destino à Corte, onde chegou a 14 de janeiro de 1827.

Treze dias mais tarde estava matriculado como aluno fundador na Academia Imperial de Belas-Artes, na classe de Debret, de quem se tomaria em breve dos mais chegados amigos.

Pintura ou arquitetura:
eis a questão

Na Academia foi também discípulo de Grandjean de Montingny, tanto que na Exposição escolar de 1830 compareceu com obras de pintura e de arquitetura.

Seu interesse pela arquitetura era aliás muito grande, e prova disso é ter estudado, quando em Roma, em 1834, com o famoso arquiteto Canina.

De fato, muitos foram os projetos de sua autoria, depois que retornou da Europa, em 1837, - entre eles o edifício da Igreja de Santana (não executado), a antiga sede do Banco do Brasil na Rua da Candelária (demolida em 1937) e as obras de reforma e ampliação dos Paços da Cidade e de São Cristóvão e da Alfândega do Rio de Janeiro

Seu sonho: Paris

Mas, voltando aos tempos de sua formação, acrescente-se que também cursou a Escola Militar, estudou Anatomia e Fisiologia na Faculdade de Medicina e recebeu aulas de Filosofia de Frei José Policarpo de Santa Gertrudes.

Todos esses esforços tinham apenas um escopo: prepará-lo adequadamente para a viagem à Europa, com a qual sonhava desde quando ainda residia na província.

Com a abdicação de seu protetor Pedro I e o recebimento de uma inesperada herança, ao mesmo tempo em que seu mestre Debret se licenciava da Academia e retornava à Europa com os originais da Voyage Pittoresque prontos para publicação, todas as circunstâncias concorriam para a concretização de seus planos.

Convivendo com os grandes

Com efeito a 25 de julho de 1831 Porto-alegre seguia para a França em companhia de Debret, e já em fins desse ano estava matriculado na aula particular do célebre Barão Gros em Paris. Em 1832 inscreveu-se na École des Beaux Arts, que cursou com certo destaque.

Morando num aposento da residência do arquiteto François Debret, irmão do pintor, Porto-alegre, durante o tempo de sua permanência em Paris, desfrutaria senão da intimidade, ao menos da proximidade de todas as celebridades que freqüentavam a casa, como explicaria anos depois, em sua autobiografia:

«A casa de Francisco Debret era um ponto de reunião de grandes notabilidades; e como este arquiteto era o primeiro mestre na arte de construir teatros, ali se juntavam também os memógrafos mais célebres e os músicos maiores, como Rossini, Auber, Boieldieu, Cherubini e Paer, não falando nas plêiades de pintores, escultores e outros homens de primeira plana.»

Uma enciclopédia viva

No centro desta sociedade, enciclopédia viva, colhe o jovem artista idéias gerais de muitas coisas, e sobretudo o gosto pelo estudo, e mais ainda esse respeito devido ao verdadeiro mérito e a todas as especialidades, porque no exemplo de tantos g
 
25/02/2007

  LOGIN DE ASSINANTES - Guia de Preços
Clique Aqui
 
  LOGIN DE ANUNCIANTES - Ofertas Especiais
Clique Aqui
 
        Copyright © 2007 Catálogo das Artes