Logotipo
Atualizado : 09/12/2016 às 16:53:38
Usuários On-Line :  0233
Catálogo das Artes - Menu de navegação
      Detalhamento da Biografia do Artista
<< Voltar
 NOTA : Clique na(s) imagem(ns) para vê-la(s) ampliada(s).

Artista : Darel Valença Lins - Darel
Algumas Obras do artista...

                             
 
   
 
 
 
                                   
veja mais...
LINKS COM REFERÊNCIA AO ARTISTA
BIOGRAFIA
 
DAREL Valença Lins
(1924, Palmares, PE)

Seguiu em 1941 para o Recife, onde começou a trabalhar como desenhista e freqüentou a Escola de Belas Artes. Em 1947 transferiu-se para o Rio de Janeiro e no ano seguinte ingressou no Liceu de Artes e Ofícios. No Liceu estudou gravura com Henrique Oswald. Dedicou-se posteriormente ao magistério em São Paulo e Minas Gerais. Walmir Ayala escreveu a seu respeito: "O desenvolvimento de seu valioso exercício gráfico alterna-se com trabalhos de desenho e pintura, sempre obedecendo ao rigor, à fidelidade vivencial, à observação dramática do mundo imediato. Assim, seus trabalhos transmitem esta noção de solidão e pânico, e na pintura o virtuosismo da luz e da sombra, revelando ambientes de devoração sexual, de êxtase e exibicionismo." Participou da Bienal de Tóquio (Japão, 1964) e da Bienal de São Paulo (1965, 1985). Realizou individuais no Brasil e no exterior. Entre as mais recentes devemos citar: 1995, Museu da Chácara do Céu; 1996, Instituto Cultural Villa Maurina, ambas no Rio de Janeiro. É de sua autoria a ilustração de capa da primeira edição de Crônica da casa assassinada (José Olympio, 1959), de Lúcio Cardoso.

Referências: A gravura brasileira contemporânea (Expressão e Cultura, 1966), de José Roberto Teixeira Leite; A criação plástica em questão (Vozes, 1970), de Walmir Ayala; Visão do esplendor: impressões leves (Francisco Alves, 1975), de Clarice Lispector; Acervo Banco Chase Manhattan (Index, 1989), texto de Pietro Maria Bardi; Museus Castro Maya (Agir/Banco Boavista, 1994); Cronologia das artes plásticas no Rio de Janeiro: 1816-1994 (Topbooks, 1995), de Frederico Morais; Harry Laus: artes plásticas (Centro Cultural Harry Laus, 1996), organização de Ruth Laus; O olho da consciência: juízos críticos e obras desajuizadas (Edusp, 2000), de Arnaldo Pedroso dHorta, organização de Vera dHorta; Gravura: arte brasileira do século XX (Itaú Cultural/Cosac & Naify, 2000), de Leon Kossovitch, Mayra Laudanna e Ricardo Resende; Gravura em metal (Edusp/Imprensa Oficial SP, 2002), organização de Marco Buti e Anna Letycia.

Histórico:

Nascimento

1924 - Palmares PE - 9 de dezembro

Formação

1937 - Catente PE - Inicia aprendizado de desenhista técnico de máquinas na Usina de Catente e dedica-se à prática do desenho à mão livre

1941/1942 - Recife PE - Estuda na Escola de Belas Artes

1947 - Rio de Janeiro RJ - Matricula-se no Liceu de Artes e Ofícios, onde estuda gravura em metal com Henrique Oswald

1958 - Roma (Itália) - Interessa-se pela obra de Pisarello

Cronologia

Gravador, pintor, desenhista, ilustrador, professor



1937 - Catente PE - Vive nessa cidade

1941 - Recife PE - É desenhista no Departamento Nacional de Obras e Saneamento

1941 - Recife PE - Vive nessa cidade

1945 - Rio de Janeiro RJ - Vive nessa cidade

1950 - Rio de Janeiro RJ - Prêmio Parkes pelo Ibeu

1951/1953 - São Paulo SP - Leciona gravura em metal no Masp

1953/1966 - Rio de Janeiro RJ - Diretor-técnico da editora Os Cem Bibliófilos do Brasil

1954/1956 - Rio de Janeiro RJ - Ilustra diversos jornais como Última Hora, Diário de Notícias, O Jornal, e as revistas Senhor, Manchete e Revista da Semana, entre outras

1954/1956 - Rio de Janeiro RJ - Leciona litografia na Enba

1959/1960 - Reggio Emilio (Itália) - Realiza doze murais

1960 - Rio de Janeiro RJ - Finaliza a gravação das ilustrações de Poranduba Amazonenses, textos de Barbosa Rodrigues, editado pelo Clube dos Cem Bibliófilos do Brasil

ca.1961 - Rio de Janeiro RJ - Ilustra obras literárias, entre as quais Memórias de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida, e Amos e Servos, de Dostoievski

1961/1962 - Retoma suas atividades no jornalismo e realiza uma série de colagem e fotomontagem para as crônicas de Antonio Maria, na Revista da Semana

1964 - Rio de Janeiro RJ - Prêmio de desenho no 2ª Resumo de Arte do Jornal do Brasil, no MAM/RJ

1961/1965 - São Paulo SP - Leciona litografia na Faap

1966 - Rio de Janeiro RJ - Participa do 15º Salão Nacional de Arte Moderna do Rio de Janeiro como membro do júri de seleção e premiação

1968 - É editado álbum com doze gravuras em metal, organizado por Júlio Pacello, com texto de Clarice Lispector

1968/1969 - Brasília DF - Executa painéis para o Palácio dos Arcos

1970 - São Paulo SP - Executa painel para a Olivetti

1979 - Rio de Janeiro RJ - Executa painel para a IBM do Brasil

1982 - São Paulo SP - Prêmio Abril de Jornalismo, melhor conjunto de ilustrações para a revista Playboy



Atualizado em 29/04/2005
 
Fonte: Catálogo das Artes - 11/06/2007

  LOGIN DE ASSINANTES - Guia de Preços
Clique Aqui
 
  LOGIN DE ANUNCIANTES - Ofertas Especiais
Clique Aqui
 
        Copyright © 2007 Catálogo das Artes