Logotipo
Atualizado : 07/12/2016 às 17:51:17
Usuários On-Line :  0174
Catálogo das Artes - Menu de navegação
      Detalhamento da Biografia do Artista
<< Voltar
 NOTA : Clique na(s) imagem(ns) para vê-la(s) ampliada(s).

Artista : Monica Barki - Mônica Barki
Algumas Obras do artista...

                       
 
   
 
 
 
                             
veja mais...
LINKS COM REFERÊNCIA AO ARTISTA
BIOGRAFIA
 
Barki, Monica (1956)
Monica Barki
Rio de Janeiro - RJ, 1956

Formação
1970/1976 Centro de Pesquisa de Arte, Ivan Serpa e Bruno Tausz Rio de Janeiro
1980 Graduação em Comunicação Visual e Licenciatura em Artes Plásticas, PUC Rio de Janeiro
1980/1982/1986 Cursos de litografia, cerâmica e pintura, Escola de Artes Visuais do Parque
Lage, Rio de Janeiro
Exposições Individuais
2010 Lady Pink et ses garçons, Galeria Anna Maria Niemeyer Rio de Janeiro
Lady Pink et ses garçons, Casa da Cultura da América Latina Brasília
2006 Ana C. e outras estórias, Galeria Anna Maria Niemeyer Rio de Janeiro
2005 Bobinas, Museu Metropolitano de Arte de Curitiba Curitiba
2004 Tapume, Espaço Cultural Sérgio Porto Rio de Janeiro
Ana C., Conjunto Cultural da Caixa Brasília
2003 Amigos da Gravura, Museu Chácara do Céu Rio de Janeiro
Ana C., Galeria IBEU de Arte Rio de Janeiro
Litografias, circa 1980 SESC Petrópolis
Na Palma da Mão, Museu Nacional de Belas Artes Rio de Janeiro
2000 Collarobjeto, Centro Cultural Recoleta Buenos Aires; Galeria Nara Roesler São Paulo
Paço Imperial Rio de Janeiro e Galeria Anna Maria Niemeyer Rio de Janeiro
Pintura&Caixa-objeto, Museu de Arte Contemporânea do Paraná Curitiba
Centro Cultural Yves Alves Tiradentes e AM Galeria de Arte Belo Horizonte
Pintura&Caixa-objeto, Centro Cultural UFMG Belo Horizonte
Pintura&Caixa-objeto, Galeria Anna Maria Niemeyer Rio de Janeiro .
Instituto Cultural Villa Maurina Rio de Janeiro e Museu Imperial Petrópolis
1996 Pintura&Caixa-objeto, Museu de Arte Moderna da Bahia Salvador
Sala Miguel Bakun Curitiba
1994 Pinturas, Galeria Nara Roesler São Paulo . Paço Imperial Rio de Janeiro
1992 Pinturas, Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro.
Pinturas Galeria Itaú Brasília .
Desenrolar, Centro Cultural UFMG Belo Horizonte
Pinturas, Galeria Itaú Vitória
1990 Conexões, Galeria do Centro Cultural Cândido Mendes Rio de Janeiro
1982 Álbum de Família (litografias), Galeria César Aché Rio de Janeiro
1976 Auto-retrato, Galeria do Centro de Pesquisa de Arte Rio de Janeiro

Exposições Coletivas
2010 SP-Arte, Galeria Mezanino, São Paulo
Eternal Feminine Plural, Organização Internacional do Trabalho, Genève
Suiça
Confluências, Centro de Arte Helio Oiticica, Rio de Janeiro
2009 Outro vai Ser, Galeria Anna Maria Niemeyer Rio de Janeiro
Fundos, Galeria Mezanino, São Paulo
Entre Salões :1969 >> 2000, Acervo do Museu de Arte da Pampulha Belo Horizonte
SP-Arte 2009, Galeria Murilo Castro, Belo Horizonte
Ponto Cego: Fotografia em Preto & Branco, Espaço Anita Malfatti, Universidade Estácio de Sá Rio de Janeiro
Um Vazio que me Pare, Largo das Artes (subsolo), Rio de Janeiro
2008 Figurações, Sonhos e Desejos, coleção João Sattamini , Museu de Arte Contemporânea de Niterói Rio de Janeiro
Arte Contemporânea e Patrimônio, Paço Imperial Rio de Janeiro
2007 Auto-Retrato do Brasil - Coleção Márcio Rebello, Paço Imperial Rio de Janeiro
Novas Aquisições 2006/2007 - Coleção Gilberto Chateaubriand, Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro
Impressões Originais:a gravura desde o século XV, Centro Cultural Banco do Brasil Sã Paulo
Ibeu 70 Anos/ 70 Obras do Acervo Galeria de Arte Ibeu Rio de Janeiro
Dercy é 100, Casa de Cultura Laura Alvim Rio de Janeiro
3ª Bienal Nacional de Gravura, Museu Olho Latino São Paulo
2006 II Bienal Internacional Ceará de Gravura, Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura Fortaleza
Galeria de Arte Moderna e Contemporânea (exposição permanente), Museu
Nacional de Belas Artes Rio de Janeiro
Notas do Observatório, fotos de Wilton Montenegro, Centro Cultural Telemar Rio de Janeiro
2005 Arte Brasileira Hoje, Coleção Gilberto Chateaubriand, Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro
Zona Oculta, Espaço Cedim e SESC Nova Iguaçu Rio de Janeiro
Arte em Metrópolis, Instituto Tomie Ohtake São Paulo, Museu Oscar Niemeyer Curitiba
Centro Cultural Correios Rio de Janeiro
Nano Exposição, USP São Paulo, Galeria Murilo Castro Belo Horizonte, Atelier Eliane Prolik Curitiba
Coletiva de Acervo Galeria Murilo Castro Belo Horizonte
2003 Conexão Petrópolis, Museu Imperial Petrópolis RJ
2ª Bienal Nacional de Gravura Piracicaba e Campinas SP
IX Salão da Bahia, Museu de Arte Moderna da Bahia, Salvador , BA
2002 A Recente Coleção do MAC Museu de Arte Contemporânea Niterói Rio de Janeiro
2001 Nova Orlândia, ocupação de uma casa por 49 artistas Rio de Janeiro
Mulheres de Laura, Casa de Cultura Laura Alvim Rio de Janeiro .
Imagens em Questão, Museu Guido Viaro Curitiba
Coletiva com os artistas José Franco, Manfredo de Souzanetto e Walton Hoffmann,Centro Cultural Candido Mendes Rio de Janeiro
Panorâmica 2001, Centro Cultural Cândido Mendes, Rio de Janeiro, RJ
Petrópolis Produção Contemporânea, Galeria do SESC - Petrópolis- RJ
Novas Aquisições do MAM e da Coleção Gilberto Chateaubriand, Museu de Arte Moderna
Rio de Janeiro .
Olhar Contemporâneo, Artistas latino-americanos, Galeria de Arte Fraletti e Rubbo Curitiba .
Identidades, Instituto Cultural Villa Maurina Rio de Janeiro .
O Século das Mulheres, Algumas Artistas, Casa de Petrópolis Instituto de Cultura Petrópolis
VII Salão de Arte do Pará, Fundação Romulo Maiorana Belém
1999 10 Anos de Centro Cultural UFMG Belo Horizonte
Vestido-gravura (performance), Mostra Rio Gravura Rio de Janeiro
1998 XI Bienal Ibero-Americana de Arte, Instituto Cultural Domecq A .C. México/DF .
Coleções do Governo do Estado, Espaço Cultural dos Correios Rio de Janeiro
1996 Um Olhar Sobre o Outro, Referência Galeria de Arte Brasília .
Amigos do Calouste, Centro de Artes Calouste Gulbenkian Rio de Janeiro .
Fachadas Imaginárias, Arcos da Lapa Rio de Janeiro .
Petite Galerie, Uma Visão da Arte Brasileira, Paço Imperial Rio de Janeiro
1995 Infância Perversa, Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro .
Romance Figurado, Museu Nacional de Belas Artes Rio de Janeiro .
Salão em Preto-e-Branco, Museu Nacional de Belas Artes Rio de Janeiro.
Imagens em Questão, Museu Guido Viaro Curitiba .
Papel do Brasil - Arte Contemporânea Palácio dos Tabalhadores, Praça Celestial Pequim 100 Anos de Cinema, Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro
1994 Imagens Indomáveis, Escola de Artes Visuais do Parque Lage Rio de Janeiro .
100 Anos de Futebol, Museu Nacional de Belas Artes Rio de Janeiro .
Sob o Signo de Gêmeos, Galeria Saramenha Rio de Janeiro .
Um Olhar Sobre o Outro, exposição com Luiz Aquila, Instituto Villa Maurina Rio de Janeiro
Paixão do Olhar, Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro .
O Papel do Rio, Paço Imperial Rio de Janeiro .
13º Salão Nacional de Artes Plásticas, Funarte, Rio de Janeiro, RJ
De Todas as Cores, Solar Grandjean de Montigny Rio de Janeiro e Museu de Arte Contemporânea de Campinas, Campinas.
A Estrela Chorou Rosa, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro e Museu de Arte Moderna da Bahia Salvador .
Artistas do XIII Salão Nacional de Artes Plásticas Galeria Anna Maria Niemeyer Rio de Janeiro
Avenida Central, Museu Nacional de Belas Artes Rio de Janeiro
21ª Bienal Internacional de São Paulo São Paulo .
Artistas da 21ª Bienal, Galeria Montesanti-Roesler São Paulo .
10 Anos de Acervo da Coleção Centro Cultural Cândido Mendes, Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro .
Processo nº 738.765-2, Escola de Artes Visuais do Parque Lage Rio de Janeiro
Coletiva com os artistas Jeannette Priolli e João Magalhães, Casa de Cultura Laura Alvim Rio de Janeiro e Galeria Performance Brasília
O Mestre à Mostra, Escola de Artes Visuais do Parque Lage Rio de Janeiro
Novos Valores da Arte Latino-Americana, Museu de Arte de Brasília Brasília
1982 VI Salão Carioca de Arte, Estação Carioca do Metrô Rio de Janeiro
1981 Salão Nacional de Belo Horizonte, Museu de Arte da Pampulha Belo Horizonte
IV Mostra Anual de Gravura, Fundação Cultural de Curitiba Curitiba
V Salão Carioca de Arte, Estação Carioca do Metrô Rio de Janeiro
V Salão Nacional de Artes Plásticas, Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro
1980 IV Salão Carioca de Arte, Estação Carioca do Metrô Rio de Janeiro
III Mostra Anual de Gravura, Fundação Cultural de Curitiba Curitiba
IV Salão Nacional de Artes Plásticas, Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro
1979 III Salão Nacional de Artes Plásticas, Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro
1978 I Bienal Ibero-Americana de Pintura, Instituto Cultural Domecq A. C. México DF
1977 II Salão Nacional de Artes Plásticas, Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro
1977 IX, XIV Salão Nacional de Belo Horizonte, Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte, MG
1972 IV Salão de Verão, Museu de Arte Moderna , Rio de Janeiro

Prêmios
1981 Aquisição, 38º Salão Paranaense, Museu de Arte Contemporânea Curitiba
1981 Aquisição, IV Mostra Anual de Gravura, Fundação Cultural de Curitiba Curitiba
1977 Aquisição, IX Salão Nacional de Belo Horizonte, Museu de Arte da Pampulha Belo Horizonte

Obras em Acervos
Museu de Arte da Pampulha Belo Horizonte,
Museus Castro Maya Rio de Janeiro,
Centro Cultural Cândido Mendes Rio de Janeiro,
Casa de Cultura Laura Alvim Rio de Janeiro,
Escola de Artes Visuais do Parque Lage Rio de Janeiro
Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro (coleção Gilberto Chateaubriand), Museu Nacional de Belas Artes Rio de Janeiro,
Programa Metrópoles (TV Cultura) São Paulo,
Jornal O Globo Rio de Janeiro,
Coleção IBM São Paulo e Rio de Janeiro,
Itaú Cultural, São Paulo
Museu de Arte Contemporânea do Paraná Curitiba,
Museu de Arte Contemporânea de Niterói (coleção João Sattamini), Rio de Janeiro,
Coleção Mattias Marcier, Rio de Janeiro,
Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo,
Museu de Arte Contemporânea / Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Fortaleza


fonte : A propria artista(site) em jan/2011



------------------------------------------------------------------------------------------------------
TEXTOS

Entre a mão e a máquina
Sobre as bobinas de Monica Barki

Mais conhecida por sua obra pictórica, Monica Barki, no entanto, começou sua carreira artística com a polêmica série de litografias produzida a partir de retratos de sua própria família: fotografias de parentes foram manualmente reproduzidas com sutis acréscimos de teor erótico. Eram interferências que dependiam da mestria artesanal da artista, então interessada nas questões do hiper-realismo.

Passados mais de 20 anos destas experiências iniciais, Monica retomou recentemente sua pesquisa gráfica. As Bobinas que vem produzindo resultam da combinação de imagens, freqüentemente inspiradas em motivos populares (o cordel, por exemplo), reproduzidas repetidamente em bobinas de papel de embrulho industrializados.

Diferentemente do caráter quase fotográfico de suas litografias, as imagens impressas nas bobinas não possuem qualquer teor realista ou naturalista. Elas não ocultam sua origem manual, nem tampouco as convenções presentes nos repertórios de uma gráfica das camadas populares da cultura brasileira urbana, tanto no que se refere à sua configuração formal, quanto em seus conteúdos temáticos. O teor artesanal das imagens, no entanto, ainda que inequívoco, é subvertido por sua impressão serial e mecânica sobre intervalos regulares das bobinas de papel. Da tensão entre a produção artesanal e os processos industriais de reprodução da imagem pende o sentido poético destes trabalhos de Barki. A ela somam-se outros significados que complementam a sintaxe das Bobinas.

É sabido que a lógica do mercado de arte baseia-se em primeiro lugar na valorização da obra única, quase sempre artesanal. Séries implicam na inevitável depreciação do trabalho de arte. Portanto não deixa de soar estranho que muitos artistas-pintores, por exemplo, adotem critérios de valoração de seus trabalhos fundados apenas nas dimensões dos mesmos. Qualidade e metragem seriam quesitos inconciliáveis para a aquisição de trabalhos de arte? É o que a irônica paródia de Barki parece-nos apontar quando vende suas imagens, qual tecidos ou papéis, a metro.

Fernando Cocchiarale
Crítico de arte e curador do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro, setembro de 2004.


fonte : http://migre.me/3M4de em jan/2011


---------------------------------------------------------------------------------------------------------
Biografia

Monica Barki (Rio de Janeiro RJ 1956). Pintora, gravadora, fotógrafa, designer, professora. Estuda artes com Ivan Serpa (1923 - 1973) e Bruno Tausz (1939) entre 1968 e 1976. Gradua-se em comunicação visual e em artes plásticas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/RJ em 1980. Entre 1980 e 1982 cursa litografia com Antônio Grosso (1935) e em 1986 cerâmica com Celeida Tostes (1929 - 1995) e pintura com Luiz Aquila (1943) na Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV/Parque Lage. Realiza a performance Vestido-Gravura no lançamento da Mostra Rio Gravura, em 1999, no Rio de Janeiro.



Atualizado em 23/12/2005
fonte : Itaú Cultural
 
Fonte: cda - 22/02/2007

  LOGIN DE ASSINANTES - Guia de Preços
Clique Aqui
 
  LOGIN DE ANUNCIANTES - Ofertas Especiais
Clique Aqui
 
        Copyright © 2007 Catálogo das Artes