Logotipo
Atualizado : 08/12/2016 às 17:43:46
Usuários On-Line :  0206
Catálogo das Artes - Menu de navegação
      Detalhamento da Biografia do Artista
<< Voltar
 NOTA : Clique na(s) imagem(ns) para vê-la(s) ampliada(s).

Artista : Theodoro de Bona
Algumas Obras do artista...

                 
 
   
 
 
 
veja mais...
LINKS COM REFERÊNCIA AO ARTISTA
BIOGRAFIA
 
DE BONA, Theodoro
(1904, Morretes, PR - 1990, Curitiba, PR)

Pintor, dedicou-se também ao desenho, à gravura e ao magistério de arte. Em 1912, transferiu-se para Curitiba, onde começou a estudar pintura no ateliê de Alfredo Andersen, em 1922. Com bolsa do Município de Morretes e do Governo do Estado do Paraná, viajou para a Itália em 1927. Lá estudou na Real Academia de Arte de Veneza, orientado por Ettore Tito, Virgilio Guido e Vicenzo di Stefani. Em Veneza, onde residiu dez anos, participou do Salão de Artistas Venezianos (1928 a 1935) e da Bienal de Veneza (1930 e 1934). Integrou mostras também em Roma e Florença. Retornando ao Brasil, participou do Salão Nacional de Belas Artes (1939 a 1959, com medalha de prata em 1939). Realizou individuais em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Depois de residir um tempo no Rio de Janeiro, voltou em 1959 para Curitiba, quando passou a exercer o magistério e posteriormente foi diretor da Escola de Belas Artes local. Em 1983, o Museu Nacional de Belas Artes apresentou uma retrospectiva de sua obra. Integra o acervo do referido museu e da Pinacoteca do Estado de São Paulo, entre outros. Em 1939, Menotti del Picchia escreveu sobre De Bona: "Libertado do fútil academismo, varrendo assim do espírito as forças estatísticas do passado, com os olhos bem abertos para as realidades do instante, este pintor é moderno no bom sentido: é uma resultante artística do seu tempo."

Referências: Andersen: pai da pintura paranaense (Genauro de Carvalho, 1939), de Carlos Rubens; Artistas pintores no Brasil (São Paulo, 1942), de Teodoro Braga; História da pintura no Brasil (Leia, 1944), de José Maria dos Reis Júnior; Theodoro De Bona (1968), de Erasmo Pilloto; O Paraná de De Bona (1982), de Araken Távora; 150 anos de pintura no Brasil: 1820/1970 (Ilustrado pela coleção Sergio Fadel, Colorama, 1989), de Donato Mello Júnior, Ferreira Gullar e outros; De Bona, um exercício de criação (Editora UFPR, 1989) e 50 anos do Salão Paranaense de Belas Artes (Secretaria do Estado da Cultura/Museu de Arte Contemporânea do Paraná, 1995), de Maria José Justino; Notícias do Paraná: sobre arte paranaense (Imprensa Oficial do Paraná, 2002), de Walmir Ayala.

 
06/02/2007

  LOGIN DE ASSINANTES - Guia de Preços
Clique Aqui
 
  LOGIN DE ANUNCIANTES - Ofertas Especiais
Clique Aqui
 
        Copyright © 2007 Catálogo das Artes