Logotipo
Atualizado : 09/12/2016 às 16:53:38
Usuários On-Line :  0224
Catálogo das Artes - Menu de navegação
      Detalhamento da Biografia do Artista
<< Voltar
 NOTA : Clique na(s) imagem(ns) para vê-la(s) ampliada(s).

Artista : Joseph Beuys
Algumas Obras do artista...

                             
 
   
 
 
 
                 
veja mais...
LINKS COM REFERÊNCIA AO ARTISTA
BIOGRAFIA
 
Beuys, Joseph
Krefeld, Alemanha, 1921
Dusseldorf, Alemanha, 1986

Um dos mais controversos nomes da arte contemporânea, Joseph Beuys teve seu avião atingido quando combatia na Segunda Guerra Mundial. Ferido, foi salvo por nômades na Criméia que o trataram aquecendo-o com gordura animal e envolvendo-o em feltro. Esse fato, cuja veracidade é questionada, levou-o a utilizar feltro, parafina e gordura em muitos de seus trabalhos, acreditando que tudo podia ser arte. Professor carismático, idealizou a Universidade Internacional Livre (FIU) em Düsseldorf e atuou na política, chegando a ser eleito parlamentar pelo Partido Verde.Suas ações e performances misturam-se à sua atividade como professor. Desenvolveu o conceito de "escultura social". Para Beuys, escultura não seria a modelagem de materiais físicos, mas uma atuação direta sobre o pensamento, podendo modificar comportamentos e ações, alterando assim o tecido social.Sua primeira exposição individual aconteceu em Kranenburg (1953). No início da década de 70 exibiu intensamente seus trabalhos na Europa e nos Estados Unidos. Em 1976, representou a Alemanha na Bienal de Veneza. Retrospectivas notáveis de seu trabalho foram apresentadas em Nova York (1979), no Museu Guggenheim, em Berlim (1988), em Zurique, em Madri e em Paris (1993-1994).
Em 1982, deu início ao projeto 7000 carvalhos na Documenta 7 em Kassel (Alemanha). Plantou-se 7000 árvores ladeadas por pedras de basalto. Esse projeto levou cinco anos para ser concluído e a última árvore foi plantada na abertura da Documenta 8 (1987). O projeto representou uma renovação urbana em Düsseldorf, cidade em que este foi concretizado; no entando, para Beuys este seria apenas o primeiro passo para uma missão global de mudança ambiental e social.
A coleção de litografias Códices Madrid (1974-1975) originou-se de uma seqüência de esboços do artista surgida por ocasião da publicação dos Códices Madrid, obra homônima de Leonardo da Vinci, encontrada por acaso na Biblioteca Nacional de Madrid, em 1965. Respeitando seu formato original, a série foi editada como livro de esboços. Em outras palavras, um livro de artista com a autorização de Beuys, numa tiragem de 1000 exemplares. Aqui não é a unicidade que confere a aura à sua obra, mas o nome do artista. Originalmente produzidas como livro de artista, posteriormente desmembradas prancha a prancha, as 62 litografias integram a coleção e o catálogo do MAC USP, desde a doação pelo Consulado Alemão, após sua exibição na XV Bienal Internacional de São Paulo (1979). Neste momento, o nome de Beuys já pertencia ao panteão dos artistas consagrados.

Cristina Freire/Mac
 
19/02/2007

  LOGIN DE ASSINANTES - Guia de Preços
Clique Aqui
 
  LOGIN DE ANUNCIANTES - Ofertas Especiais
Clique Aqui
 
        Copyright © 2007 Catálogo das Artes